Artigo

007-17

Educação: oportunidades x desenvolvimento

Alex Sandro Gomes
Professor do Centro de Informática da UFPE
www.cin.ufpe.br

 A ausência de mão de obra qualificada é uma síndrome que atinge a todos os setores da economia Brasileira. Não é surpresa se considerarmos que três quartos de nossa população não têm competências básicas para ler um texto como o aqui descrito. O desempenho em linguagem e matemática dos egressos do ensino médio é mínimo e coloca o Brasil entre as últimas posições em avaliações sérias como o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA), e o da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OECD). Recentemente, a UNESCO declarou um conjunto de habilidades e competências que são necessárias aos aprendizes do novo milênio:

ICON2-01 Capacidades para trabalhar em equipe;

ICON2-01 Resolver problemas complexos;

ICON2-01 Aprender ao longo da vida e gerenciar seu aprendizado.

Tais itens estão entre as competências consideradas essenciais para esses aprendizes. Considerando que os métodos e práticas de ensino permaneceram praticamente inalterados ao longo das últimas décadas, temos um enorme desafio relacionado à Educação, que se inicia pela formação de nossos professores, passando pela estruturação dos currículos nacionais e regionais, e chega à forma da mediação da aprendizagem nas escolas. Em todas essas esferas, ainda nã o estamos discutindo nem cobrando resultados para questões consideradas essenciais à formação dos cidadãos para o trabalho.

007-17

As políticas públicas que deram resultados em países com o perfil do Brasil apresentam algumas características em comum: os resultados chegam após anos de investimentos, a melhoria da Educação depende de ações realizadas por todos os atores do país. A prática competente do ensinar e o empenho de alunos junto ao envolvimento dos pais permitiram, por exemplo, à China avançar para a condição de melhor Educação do planeta depois da reforma total de seu sistema de educação promovida durante a Reforma Cultural (1966-76). A Educação é um problema de todos e de cada um nós. ICON-01

O desempenho em linguagem e matemática dos egressos do ensino médio é mínimo e coloca o Brasil entre as últimas posições em avaliações sérias como o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA), e o da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OECD).