Artigo

(NOVO)Post_Revista Mercado Aberto-23

Coaching – uma ferramenta para a eficácia pessoal e profissional

Lindevany Hoffimann
Mestra em Gestão Empresarial s sócia-diretora da LHM Consultoria
lindevany@hotmail.com

A essência do Coaching, segundo Krausz (2007) é tão antiga quanto à própria humanidade. O próprio filósofo Sócrates já praticava o método, demonstrando a sua eficácia por meio de diálogo e questionamentos com seus discípulos, incluindo Platão, cuja relação era baseada no princípio de que a verdade e as soluções estão sempre dentro de nós. Muito vem sendo discutido sobre a ferramenta do Coaching, mas poucas pessoas conhecem sua origem e trajetória até os dias atuais. Considerando o mundo dos negócios, este conceito, que teve origem no campo esportivo, foi utilizado para demonstrar o papel do técnico na preparação e desenvolvimento dos seus jogadores.

Nos últimos anos, o termo Coaching ganhou expressão e passou a integrar o contexto das organizações, constituindo-se uma prática relativamente recente, principalmente por ser um tema ainda muito novo para o meio empresarial. No Brasil, o uso de técnicas de Coaching é ainda mais recente, sendo introduzido a partir de 2005. Porém, mais fortemente, a partir de 2007 surgiram algumas instituições, especialmente nos grandes centros, com o objetivo de promover e disseminar essa prática de forma mais estruturada.

Desafiadas a reavaliar seus modelos de gestão de pessoas, as organizações parecem buscar abordagens que contemplem uma análise reflexiva sobre aspectos comportamentais, interpessoais e do próprio desenvolvimento de seus colaboradores e, sobretudo, opções de  capacitação que possibilitem a elaboração de respostas mais objetivas e práticas, com uma abordagem orientada para as necessidades individuais (SZTUCINSKI; KAMPA-KOKESH; ANDERSON, 2001).

Quebra

Observa-se cada vez mais que as organizações necessitam de meios que visem o desenvolvimento e aprendizagem dos seus colaboradores de uma maneira mais efetiva. As organizações estão percebendo que a atenção individual é muito mais eficaz do que um treinamento em grupo, sendo essencial o atendimento de necessidades particulares das pessoas.

O Coaching está longe de ser uma terapia, pois tem foco em ações presentes e futuras. Visa estimular o desenvolvimento e aplicação das competências necessárias às funções e aos papéis organizacionais. Trata-se de uma ação individualizada, personalizada e customizada onde o Coach se compromete genuinamente e assume o propósito de ajudar o Coachee a obter resultados, através do desenvolvimento de novas habilidades e novos modelos de ação.

A metodologia do Coaching promove o acompanhamento e orientação por meio de diálogos, com foco no potencial da pessoa e no seu poder de realização. O seu sucesso está associado à sua grande capacidade de gerar soluções, encontrar respostas para as diversas situações do cotidiano, estabelecer e concretizar metas. ICON-01